Geleia

Pandemia tirou emprego do professor universitário que agora empreende com a filha

A pandemia trouxe crise econômica e incertezas, mas vai ser lembrado  também como o período em que nasceram muitos novos empreendimentos.

A história do Gledson Magalhães e da filha dele Karine Rocha Magalhães é um exemplo. O professor universitário que começou a trabalhar com 14 anos como office -boy, sempre teve muitos planos.

Na empresa onde foi office boy chegou a ser Gerente Administrativo Financeiro e só saiu porque recebeu convite para ser Tesoureiro em outro lugar. Nessa época recebeu convite também para ser professor. E durante 4 anos trabalhava de dia na empresa e de noite era professor em uma escola profissionalizante.

Até que que recebeu mais um convite, dessa vez para ser professor universitário. Aceitou e continuou na empresa, na escola profissionalizante e na Universidade. Uma rotina corrida, mas que ele adorava.

Quando foi convidado para ser docente de 40 horas em outra universidade aceitou. Foi professor universitário por 12 anos, deu muitas palestras e treinamentos em empresas e chegou a escrever um livro “Lições para Novos Gestores”.

Mas veio a pandemia e 90% dos professores da universidade em que Gledson dava aula foram dispensados… “Fiquei sem emprego e empresas pararam de contratar palestras e treinamentos, mas como dá para ver na minha história ficar parado não é comigo”.

Geleia 4

Ele começou a pesquisar algo para fazer em casa e encontrou um curso de geleia artesanais. Se apaixonou pela área e chamou a filha, Karine pra ser sua sócia. “Minha filha sempre demonstrou vontade de ter seu dinheiro, aproveitei isso para ela ter uma atividade além da escola e saber o trabalho que temos para gerar dinheiro”. Os dois dividem a produção, ela cuida da divulgação e ele do financeiro.

Aliás, essa sociedade está ajudando o Gledson a dar aulas particulares para a filha sobre finanças: “Quando começamos a vender, a Karine já queria dividir R$150,00 em dois. Foi aí que sentei com ela na frente da planilha e mostrei que 30 % era lucro e que restante era para pagar os custos”. Incialmente a jovem empresária ficou decepcionada, mas a lição já ajudou ela a ficar atenta a procurar frutas e vidros com preços mais baixos para conseguir aumentar o lucro.

Depois do susto de perder o emprego em plena pandemia, o Gledson comemora o fato de ter arrumado um Plano B que lhe permite estar mais perto da filha. “É muito amor envolvido porque é pai e filho juntos adoçando a vida das pessoas. A satisfação de ter nessa empreitada minha caçula ao meu lado é fantástica e espero que seja valiosa para ela também”.

As dicas do Gledson:

-Dinheiro é importante, mas o imprescindível é gostar do que faz.

-As parcerias são essenciais para ajudar e ser ajudado, além de custo zero ou quase isso.

– As redes sociais são ótimas ferramentas de vendas mas cuidado para não virar “desvenda”, coloque fotos e/ou vídeos de qualidade.

@_delicias.de.casa

(11) 969894885

 

Geleia 1

Deixe um comentário