O hobby de desenhar se transformou na empresa com faturamento de R$10 milhões

01 de dezembro de 2020 por Vanessa Brollo
Desenhar sempre foi uma paixão para o Wdson Sandenys, mais conhecido como Dinho. Ele cresceu com a vontade de trabalhar com desenho, mas nunca achou que conseguiria viver 100% deste ofício. Aos 22 anos, na faculdade de logística, continuava a desenhar apenas como lazer. "Foi quando uma colega de sala viu e quis fazer uma encomenda para dar de brinde na empresa em que trabalhava". Foram encomendadas 50 canecas, por R$ 50,00 cada. "Acabei faturando mais do que eu ganhava com o trabalho de logística. Com isso, percebi que poderia viver fazendo caricaturas. Larguei o meu emprego e resolvi apostar no meu sonho", recorda. Dinho começou o trabalho de caricatura em 2009, quando se profissionalizou em desenho digital e abriu sua primeira empresa. O empresário ficava em frente as lojas de Jundiaí, cidade onde morava, abordando as pessoas e oferecendo suas caricaturas. "Eu pedia uma foto deles e fazia a caricatura. Se a pessoa gostasse, ela pagava. Fiz isso durante uns 3 meses. Depois de um tempo, as pessoas começaram a me pedir para desenhar seus filhos, cachorros, amigos. Em 4 meses eu já recebia tantos pedidos que eu precisei me profissionalizar ainda mais", conta. Em 2010, a empresa já contava com atendente, colorista e desenhistas. Com o tempo, o empresário percebeu que as pessoas gostavam mesmo era de um único produto, que era caricatura em canecas: “99% das vendas da empresa era desse produto". Com o crescimento das vendas de canecas, Dinho criou um site apenas para a comercialização deste produto, dando origem a Caricanecas. "O site funcionava como um drive thru. O cliente enviava uma foto e eu fazia a caneca com o desenho dele. Somente no primeiro mês de funcionamento, eu cheguei a vender 400 canecas", afirma. Caricanecas foto 3 O empresário credita o sucesso da marca ao estilo de desenho oferecido. Desde o início, Dinho percebeu que as pessoas ficavam ofendidas com os traços muito caricatos, como bocão e narigão - típicos do estilo caricatura. Então, passou a fazer as pessoas de um modo mais bonito, com traços de Cartoon. Com 90 funcionários, a Caricanecas produz mais de 500 desenhos por dia. Em 2018, a Caricanecas entrou para o franchising. "Entrar para o mercado de franquias foi a grande virada ", comemora o empresário. Pode-se dizer que desde que a marca ingressou no franchising, foi vendida uma unidade por dia. Já são mais de 600 unidades em todo o Brasil. Atualmente a franquia funciona no formato home based. Os franqueados prospectam os clientes, enviam as fotos para a franqueadora e os desenhistas fazem as caricaturas. “A franquia home based é possível ter um complemento de renda que possibilita estabilizar a situação de muitas pessoas", afirma o fundador. A Caricanecas contava com mais de 500 franquias, espalhas em todo o país, antes da pandemia; durante a quarentena a empresa vendeu mais de 100 unidades. O investimento para adquirir uma franquia está em torno de R$ 9 mil.  Já com as vendas de produtos, a Caricanecas teve um boom de pedidos ao longo da quarentena, 164% a mais em quem os meses que antecederam a pandemia. As dicas do Dinho: -O empresário conta que mesmo já possuindo métodos e processos para auxiliar nas vendas dos franqueados, precisou se adaptar às novas exigências do mercado e criar técnicas especiais para vender durante a quarentena. “Preparamos aulas e materiais específicos de como os franqueados deveriam agir para conseguir vender durante a crise. Além disso, contamos com gerentes de sucesso que atendem eles e os ajudam a obter bons resultados”, explica o empresário. -E se a procura é grande, a concorrência é maior ainda. Para se destacar no mercado, é preciso oferecer um diferencial. “Apesar de estarmos vendendo bem, é um momento de contenção de gastos. Eu preciso, mais do que nunca, convencer o cliente de que vale a pena investir no meu produto. Isso só é possível se eu apresentar diferenciais que outras empresas não têm”, pontua Dinho. -Outro ponto que ajudou a fortalecer a marca no mercado foi relacionar apenas um item do portfólio ao nome Caricanecas. “Somos conhecidos como uma empresa que faz caricaturas em canecas. Isso ajudou a fixar nosso nome no mercado, apesar de oferecermos outros tipos de brindes. É mais fácil você seduzir o cliente com um único item e, quando ele já estiver imerso no site, poderá descobrir outros produtos que queira comprar”, comenta o fundador da marca. www.caricanecas.com.br Caricanecas foto 2