Binha Arruda

Da área publicitária para a produção de granola vegana

Ao optar pela granola vegana para empreender, a Binha Arruda  diz que seguiu um caminho natural, até porque sempre se preocupou em manter uma alimentação saudável.

Depois de 20 anos na área publicitária/comercial em empresas de comunicação, ela começou a repensar os ciclos da vida e a se questionar sobre ser feliz no trabalho. “Já tinha sido sim,muito feliz. Já acordei  com aquela alegria , com agenda na cabeça do que eu tinha que fazer, alcançar naquele dia, semana ou mês. Mas eu estava há 10 anos na mesma atividade, sempre com metas crescentes ano a ano”.

Ela tinha certeza que precisava de um projeto pessoal que lhe trouxesse mais alegria e, em abril de 2017, decidiu pedir demissão para se dedicar ao estudo da Gastronomia Funcional. Uma área que era familiar para a Bia que sempre fazia escolhas por uma alimentação mais equilibrada. Ao estudar a área percebeu que não era apenas uma moda e sim uma tendência que veio pra ficar, afinal cada vez mais as pessoas se preocupam com qualidade da alimentação.

A Binha participou de vários workshops, mas foi o curso @cozinheirofuncional que deu a “Luz” que ela precisava. “Mergulhei e aprendi muito. A prática no curso me fez lembrar do porquê de ter escolhido essa área, sem falar nas amizades que fiz naquele momento”. Ela tinha certeza da área, mas ainda não tinha escolhido um produto específico. Quando recebeu o convite para participar de uma feira de empreendedores, teve a intuição de levar somente a granola funcional vegana que já fazia e divulgava em pequenos grupos no whatsapp.

Binha Arruda 1

O estoque foi todo vendido antes da feira terminar e ela teve certeza que deveria investir na granola como Plano B. Desde o início a Binha se preocupou com a qualidade do produto e com o meio ambiente. A granola é vegana, portanto não tem nem mel entre os ingredientes, além disso não tem açúcar e nenhum tipo de conservante.

“O cuidado vai desde os insumos até a embalagem. Os carimbos, por exemplo, não contém tinta impressa”. Das feiras ela partiu para as parcerias, colocando a granola para venda em pontos comerciais, academias e studio de pilates.  A crise do coronavírus trouxe algumas dificuldades, mas a Binha tem feito ações promocionais para que os clientes comprem agora e recebam até dez/2020.

Uma das dificuldades da empreendedora é ter que fazer tudo. “Em escritório ou empresas de grande e médio porte como eu trabalhei, cada um tinha sua função! Hoje sou: criação, produção, divulgação, marketing, vendas, distribuição, etc. Porém, logo fui me ajustando quando implantei método no trabalho diário”.

Apesar das dificuldades, em apenas 9 meses de vida a empresa chegou ao Break Even Point ( ponto de equilíbrio) e a Binha diz que esse sucesso se deve ao incentivo da produção local e artesanal e também ao respeito pela saúde dos clientes.

As dicas da Binha

– Estude bastante o mercado e as tendências de consumo antes de tomar uma decisão de negócio. Para isso conte com a ajuda do Sebrae e também de iniciativas locais. Aqui em Curitiba tem o Vale do Pinhão.

– Disciplina é essencial. Como já dizia Renato Russo, disciplina é liberdade. Trace seus objetivos e faça um trabalho de formiguinha. Um pouco a cada dia para conhecer bem o seu cliente e o seu concorrente.

– Tenha felicidade no que faz. É importante pensar no que te faz acordar feliz todos os dias.

@granolaartesanalcuritiba

Binha Arruda 2

5 comentários sobre “Da área publicitária para a produção de granola vegana

  1. Parabéns Binha. O sucesso e fruto de muito trabalho, determinação, disciplina, auto-estima e principalmente pelo amor ao que se faz.

Deixe um comentário