Oficina de pães-Partiu Plano B

Uma oficina de pães pode estimular a sua criatividade

O que você tem feito para estimular a sua criatividade?  A minha dica é que você sempre se desafie. Faça algo novo! Diferente! Saia da sua zona de conforto! E foi isso que aconteceu quando participei da Oficina de Pães da Celi Anizelli, em Curitiba. Confira AQUI a história dessa padeira de mão cheia.

Oficina de pães-Partiu Plano B

A oficina acontece durante um final de semana. Eu consegui participar no domingo, mas sábado a Celi apresenta uma parte teórica importante, principalmente para quem quer trabalhar profissionalmente com pães. No domingo, logo na chegada, fui recebida com um delicioso café da manhã em um ambiente aconchegante , com boa música.  Conheci minha colega de oficina a querida Andréa Bayer Vieira . Hora de uma boa conversa e de  já experimentar alguns dos pães que produziria durante o dia.

Foto:Alexandre Mazzo
Foto:Alexandre Mazzo

Depois do café, hora de colocar a mão na massa , literalmente. E aí começa a história de sair da zona de conforto. Sempre achei que fazer pão fosse muito difícil, coisa de mãe, de avó, de quem tem  mais experiência na cozinha. Eu estava certa rsrs!!! E de repente eu me vi com uma lista de ingredientes e  com a ordem de fazer um mise en place ( quando devemos pesar e separar todos os ingredientes antes de começar a receita). Fiz o pão de ervas,o pão caseiro, o pão doce o pão integral multigrãos. Difícil escolher o mais gostoso!!!

Foto: Alexandre Mazzo
Foto: Alexandre Mazzo

A Celi fica do lado tirando as dúvidas, mas a gente fica livre para fazer  do nosso jeito. Descobri que o pão exige planejamento, atenção para separar as medidas corretas, força para sovar a massa e depois delicadeza para definir a forma do pão antes de ir para o  forno. Ah, tem que ter paciência também porque existe o tempo de descanso da massa.O dia estava lindo e entre um pão e outro pude relaxar e tirar fotos  no lindo quintal da Celi.

Oficina de pães-Partiu Plano B

O almoço está incluso na Oficina e foi outro momento especial do dia. O marido da Celi, o Alexandre Mazzo é fotógrafo,  e em dias de oficina se torna o chef que merece os parabéns!!! Nesse dia a entrada foi creme de mandioca salsa com funghi na manteiga. Como  prato principal teve mousseline de abóbora e milho com mignon de porco e “peixinho”. E de sobremesa, pêra ao vinho.  Olha, depois de um almoço delicioso assim só descansando mais um pouco  antes de voltar ao trabalho .

Oficina de pães- Partiu Plano B

Oficina de pães-Partiu Plano B

Oficina de pães- Partiu Plano B

Na hora de fazer o pão caseiro, além da habilidade para fazer pão, o desafio é fazer arte. E mais uma vez tivemos que usar a criatividade para definir  os desenhos sobre o pão, uma técnica criada pela Celi que ela só ensina nas Oficinas. Sério, o pão fica tão bonito que dá até pena de comer !!!!

Oficina de pães-Partiu Plano B

Foto: Alexandre Mazzo
Foto: Alexandre Mazzo

No final do dia cada uma das alunas fez 8 pães, além da focaccia. Um mais gostoso e mais lindo que o outro. Terminei a oficina com a sensação de dever cumprido e com orgulho de ter feito pães tão gostosos e tão bonitos. Uma prova de que quando você quer e tem  planejamento e foco você consegue fazer qualquer coisa.

facebook.com/Celi Anizelli-Pães Artesanais 

(41) 3024-4465

3 comentários sobre “Uma oficina de pães pode estimular a sua criatividade

  1. Parabéns e obrigada por compartilhar, lindos momentos. Amo fazer pães!!! Cada vez mais me encanto em fazer receitas gostosas. Todos somos capazes! Ter um pão a mesa , feito com seu amor é para poucos… Amo!!

Deixe um comentário