bazar valendo

Um bazar pode te ajudar a ganhar dinheiro com o Plano B

Claro que ganhar dinheiro é o sonho de quem Partiu Plano B vendendo qualquer tipo de produto, né? E um bazar pode ser uma boa opção para você que está começando. Eu fui buscar algumas informações que podem te ajudar.

Dicas Bazar- Partiu Plano B

Conversei com a Adriana de Lucca, mais conhecida como Russa. Graduada em Direção de Produção, a Russa atua no mercado cultural e cinematográfico há mais de 27 anos e já participou de grandes produções de show musicais (nacionais e internacionais), filmes publicitários, produções fotográficas. Filha de comerciante, ela me disse que aprendeu com a mãe a arte da venda. Empreender sempre foi a palavra de ordem em sua vida. Em 2014 foi agraciada com  o título de Embaixadora Rosa, em Curitiba, pelo Empreendedorismo Rosa. Foi mentora da Arca Aliança Criativa, onde criou o PIWE Bazar. Hoje assina dois grandes bazares da Capital do Paraná,  o RUPAH em parceria com Patricia Castilho e o Elixir em parceria com Patricia Sato.

A Russa é um sucesso e uma referência quando o assunto é bazar e ela topou dividir com os leitores do Partiu Plano B algumas dicas importantes. Tenho certeza que essas dicas vão te ajudar.

 

1- Como o empreendedor que está começando deve escolher o bazar que vai participar?

A melhor forma de escolher qual bazar participar é antes de tudo, conhecendo cada um deles como cliente. Observar detalhes como a estrutura  oferecida pelos organizadores e, o mais importante, a qual  público que se destina, se o seu produto está aquém ou além daquele público. Levando em consideração que a venda é o objetivo principal, mas prospectar sua empresa é tão importante quanto!

 

2-Como ele deve pensar o espaço para exposição dos produtos?

Tomo  sempre como exemplo um shopping. Quando entramos num shopping somos arrastados pelas vitrines mais bem produzidas. Um bazar nada mais é que um shopping  itinerante, então por que não deixar sua “vitrine” bem produzida? O expositor tem que ter em mente, que quanto mais aconchegante tiver seu espaço, mais clientes se aproximarão. Sim, dá um baita trabalho carregar móveis, tapetes, espelhos e produtos, mas vai valer a pena. Preguiça não combina com bazar! Somos empreendedores então temos que investir! Criar uma identidade para sua marca é fundamental! Manter sempre o mesmo estilo, cor, cartão de visita, etc…e todos esses elementos devem estar em harmonia. Tudo tem que conversar com a logomarca!

 

bazar 3 valendo

CUIDADO com a disposição do móveis…evite balcões ou qualquer outra coisa que obstrua a entrada…isso inibe o cliente, coloque preços visíveis, nem todos gostam de perguntar o valor de cada peça!

Para o expositor que trabalha com alimentação é indispensável a aparência higiênica, uniformes, tocas, luvas, lixeiras sempre limpas, toalhas nas mesas que atendem, álcool gel disponível, talheres descartáveis e embalados …tudo para provar a assepsia do local!

CLIENTE COMPRA COM OS OLHOS E PROVA COM OS DEDOS!

 

3-Durante um bazar como deve ser o comportamento desse expositor?

Para essa pergunta, prefiro dividir em dois pontos fundamentais:

A) Atendimento

B) Comportamento

O ATENDIMENTO vai garantir o sucesso, não só do bazar, mas também a fidelidade do cliente! É muito desagradável ver expositores sentados, fazendo tricô…bordando…navegando na internet. Tenha em mente que no período que acontece o bazar, você será só do cliente…..toda atenção dedicada a ele, mesmo o movimento não estando a contento, ficar sentado conversando com a amiga não ajudará em nada…interaja com o público e vizinhos. O  que vemos muito é bazarentos comprando de bazarentos. ( BAZARENTAS como carinhosamente nos tratamos ..) Arraste o cliente com o olhar e com sorrisos….fazer rodas de bate papo…só nos corredores, nunca dentro do espaço!!! Deixar o espaço livre para o cliente é sempre bom!

Parte-se do princípio, que se ali ele está é porque já tem intenção de consumir, então a insistência para concretizar uma venda deverá ser muito bem dosada. Não seja um vendedor chato! E se o cliente não comprou….é o momento certo para um cartão de visitas. Ele pode não ter comprado  naquele momento, mas poderá te procurar em outra ocasião!

O COMPORTAMENTO do expositor começa desde a negociação. Cobrar as informações e maiores detalhes é uns dos direitos e dever do expositor, mas o que vemos com frequência é a falta de atenção! Normalmente se abre um grupo no facebook, onde são publicadas todas informações, mapa, planta baixa, regras,  conta bancária para depósito…etc… Porém, mesmo estando publicado de forma didática e clara, o número de inbox perguntando sobre essas informações é incalculável. Conclusão: FALTA DE ATENÇÃO E LEITURA . Um dos maiores problemas que os organizadores se deparam é com o descumprimento das regras de horários para montagem e desmontagem do espaço! Se o horário para desmontar seu espaço foi determinado para 20h, não tenha pressa! É desagradável para um cliente que ainda está olhando a feira. É como se estivéssemos tocando a visita, entende?

 

4- Esses cuidados realmente ajudam nas vendas, o que você percebe com a sua experiência?

Sim…ajudam e muito! Torna o local organizado, agradável e aconchegante! E o mais importante…BOM ASTRAL. Não podemos ignorar o fato de que problemas sempre existirão, mas a organização está ali pra isso,para resolver os “perrengues”. Ficar reclamando, questionando a decisão tomada pela organização é indelicado. Certamente quem produziu o evento teve a melhor das intenções! Fez com carinho e comprometimento! Sugerir é diferente de reclamar! Sugestões são bem-vindas , mas tem sempre aquele que quer te ensinar o ofício.. “você deveria ter feito…isso…aquilo,…” existem vários agentes externos que impedem determinados posicionamentos. Durante o evento  você fica com a cabeça a mil, o cérebro pipoca. Não é o momento para colocar sua opinião, para isso existe o grupo ! Publique toda suas ideias, opiniões e sugestões!

bazar 4 valendo

 5- Quais são os erros mais comum

Prefiro chamar de equívocos ! É considerar os organizadores os únicos responsáveis pelo seu bom faturamento ! Quando organizamos um evento é lógico que queremos ver a casa cheia! Caetano Veloso também.kkkkk.  Por isso nos  dedicamos na divulgação de corpo e alma. Apesar de tanto trabalho, nem sempre conseguimos atingir a meta. Aí você anda pela feira e se depara com milhares de olhares te empurrando para o paredão. A divulgação é responsabilidade da organização sim,  mas também do expositor! Onde está seu cliente? Quantas vezes você publicou nas redes sociais? Convidou seus amigos e parentes? Foi buscar sua parte de panfletos para distribuir?

Empreender é se comprometer!

Esquecem o fato  de que, aqueles organizadores estão proporcionando mais um local de venda para seu produto, um evento para ajudar a comercializar sua arte!  Evitando que tenham a arriscada ação de alugar um ponto comercial, e ter que descapitalizar e se amarrar em inúmeros impostos e taxas!

É muito triste ouvir comentários do tipo: ” o dela ta garantido ! Agora nós estamos ferrados” . No meu caso, não vivo de fazer bazar, tenho uma profissão, um emprego fixo! Promovo bazares e feiras porque sempre questionei o “lugar ao sol ” para os empreendedores individuais, artistas, artesãos! Resolvi fazer a minha parte, aproveitar meu conhecimento para ajudar as pessoas! Lógico! Ganho para isso! Mas não vivo disso!

Costumo usar uma frase ” de mãos dadas a ciranda gira” !!! O evento não é meu! É de todos! Então eu faço a minha parte e cada um faz a sua! Uma delas é ajudar na divulgação!

Somos uma comunidade e temos que agir como tal!

bazar 5 valendo

 

6-Quais são as vantagens de um bazar para quem está começando?

Participar de feiras e eventos é a mídia mais barata que existe para prospectar sua empresa ou marca! O “BOCA A BOCA” nada mais é que o tão falado Network ! Além de colocar a sua marca visível ao público, você conhece pessoas que vão ajudar na divulgação da sua empresa.

A vantagem está em não pagar impostos, taxas, aluguéis, e o melhor, conseguir levar sua marca para vários pontos da cidade, aproveitando a diversidade de público !

Diante da crise econômica que assola o País, ouve-se de grandes economistas que, parte da recuperação da economia está diretamente relacionada  ao caminho curto que o produto terá que percorrer entre o produtor e o cliente final!

 

 Mais dicas para quem pretende ser um “Bazarento”, como diz a Russa

 

-Cada evento tem um estilo, um formato!  É muito importante ter uma maleta com ferramentas, fio de extensão, adaptadores de tomada, fitas adesivas, uma luminária caso a iluminação do local não esteja a contento, tais objetos são de responsabilidade do expositor e não da organização!

-Para aqueles que trabalham com moda…é interessante ter sempre em mãos um provador com espelhos (nem todos organizadores se preocupam com esse detalhe)

-Para os que lidam com alimentação, as lixeiras e sacos de lixo corretamente identificados ( orgânicos e recicláveis ) são indispensáveis!

 

www.facebook.com/elixirbazar

12 comentários sobre “Um bazar pode te ajudar a ganhar dinheiro com o Plano B

    • Achei muito legal também Fer. E são muitos detalhes né? É comum quem está começando ter essa dúvida de onde vender o que produz, então um bazar pode ser uma boa opção, mas exige empenho, como tudo na vida rsrs.
      Beijos e obrigada pela visita

  1. Amo o trabalho da Adriana Russa, até hoje não deixei de ir em nenhum bazar que ela organizou. Sempre tem um ÓTIMO astral e muitas “bazarentas” e produtos bacanéérrimos. Super incentivo essa nova onda de bazares em Curitiba. Ótimo passeio, ótimos produtos, preços acessíveis e o melhor de tudo PRATICIDADE.

    • Realmente Letícia , admirável o trabalho da Russa, incentivando as pessoas a conquistarem um lugar ao sol. Acredito que um bazar seja uma ótima oportunidade para quem está começando, principalmente pela oportunidade de estar conversando diretamente com o consumidor. Para nós visitantes também é tudo de bom mesmo, bom para passear e para comprar.

      Beijos e obrigada pela visita ao blog

  2. Olá, adorei a reportagem, as informações são realmente muito úteis para quem está querendo começar como eu nesse mundo dos bazares…. Gostaria de saber mais detalhes de onde são, e como faz para participar desses bazares organizados pela Adriana Russa.
    Obrigada.

    • Oi Roberta, tudo bem? no final do post tem o facebook do Elixir Bazar, que é o evento promovido pela Adriana Russa. Clica emcima que vai direto para o facebook do bazar. Mande uma mensagem que ela vai te passar as informações com certeza.

      Beijos e obrigada pela visita ao blog

    • OI Maria, tudo bem? Esse é o Elixir Bazar. No final do post tem a página do bazar no facebook, você tem que entrar em contato com a Adriana Russa, que é quem organiza. Também no blog tem o post : A história do Elixir Bazar, que tem mais informações. Se não conseguir entra em contato comigo novamente ok?

      Obrigada pela visita ao blog

  3. Bom dia Vanessa, tudo bem?
    Eu fazendo um projeto para organizar um bazar, mas me deparei com a forma de ganho.
    Você cobra um valor pela mesa e/ou uma comissão por venda?

    obrigada pela ajuda desde já

    • Oi Tatiane, sou a jornalista responsável pelo blog. Eu entrevistei a Adriana Russa para esse post. No final da matéria tem o contato dela. Para essas informações você precisa mesmo entrar em contato com ela ok?

      Obrigada pela visita ao blog

  4. Ola,
    Gostaria de saber como faço para fazer parte de bazares e feirinhas?
    Faço brigadeiros artesanais, tradicionais e gourmet, bolos no pote, etc….
    Busco com urgencia estes lugares, pois estou precisando vender mais e ter uma renda que me ajude.
    Poderia me ajudar? Moro no Morumbi e gostaria de bairros próximos a mim.
    Aguardo e obgda.
    Marilene

    • OLá Marilene, sou a jornalista responsável pelo blog. Moro em Curitiba, mas minha sugestão é que você procure em grupos de mulheres aí de São Paulo do facebook as informações sobre feiras. Eu conheço o grupo Divulga Mons e Co.Madre, mas vc com certeza deve saber de outros grupos . Desculpe não ajudar mais. Como moro em Curitiba, não conheço feiras aí em São Paulo .

      Att

      Vanessa Brollo

Deixe um comentário