To Be Acessórios- Partiu Plano B

Para se livrar da síndrome de burnout ela pediu demissão e abriu uma loja virtual de acessórios

A Simone Rocha descobriu que tinha Síndrome de burnout quando trabalhava no departamento de compras de uma indústria. Por conta da pressão e da correria, começou a sentir tremedeira, principalmente nas mãos, taquicardia e queda de pressão. “Não tinha vontade de fazer nada durante o dia todo, não sentia vontade de comer, mudança de humor repentina, muito cansaço, me sentia incompetente, entre outros sentimentos de incapacidade”. A Síndrome de Burnout é um distúrbio psíquico de caráter depressivo, causado por esgotamento físico e mental, cuja causa está ligada à vida profissional. Quando procurou um psiquiatra, foi orientada a procurar um trabalho menos estressante para não virar refém de medicamentos. Foi uma decisão muito difícil. Separada e com dois filhos para sustentar ela teria que abrir mão de uma renda fixa.”Fiquei entre ter saúde ou ter condições financeiras pra sustentá-los. A tomada de decisão foi feita baseada na minha fé em Deus, que nunca nos desampara. Pois sem saúde também corro o risco de não sustentá-los”.

To Be Acessórios-Partiu Plano B

Como sempre teve o sonho de abrir uma loja de acessórios femininos, ela usou o dinheiro da rescisão para abrir uma loja virtual de acessórios. E pensando em outras mulheres que, como ela, estão superando algum momento difícil, a Simone compra  algumas  peças direto das mulheres que produzem bijouterias. A empresária ainda vende as peças a baixo custo, porque acredita que ao estar bem e com a auto estima elevada as mulheres conseguem  continuar lutando contra as dificuldades da vida.”Quero que todas as mulheres usem meus acessórios, sintam-se mais bonitas e tenham certeza que são lindas, não importa o que dizem, não importa o que a sociedade impõe. Todas são lindas e ponto. Todas podem conquistar seus objetivos e realizar seus sonhos”. Essa ideia surgiu quando a Simone estava no meio de uma crise da  Síndrome de Burnout. “Eu estava há dias me sentindo mal, comprei um colar e brinco  baratinhos, mas quando coloquei me senti mais bonita, minhas amigas também elogiaram e aquilo me fez ver a diferença. Não era nada especial ou de valor, mas me fez sorrir, me deu ânimo. E é isso que eu quero que a To Be passe à todas as clientes”.

To Be Acessórios-Partiu Plano B

Com a loja virtual a empresária se isenta de custos fixos como aluguel de espaço, água e luz. E também permite que ela tenha possibilidade de alcançar mais pessoas e tentar um público maior. Apesar das dificuldades de vender bem em um mês e em outro não, ela está sempre em busca de revendedoras e de parceiros que aceitem os peças em consignação.

As dicas da Simone:

 –Nada acontece do dia para a noite, minhas dica são:

– Pesquise sobre o ramo que você quer entrar;

– Persista mesmo que no começo pareça que não vai dar certo (porque todo começo é difícil);

– Faça tudo com amor, porque assim você nunca vai desistir no meio do caminho e seus clientes receberão não só o que você vende mas também uma parte desse amor todo.

-Sobre loja virtual: Poste sempre na loja, tire fotos boas e bonitas e divulgue! Pois como diz o ditado: quem não é visto não é lembrado.

@tobeaccessories

facebook.com/tobeaccessories

Deixe um comentário