Lalai- Partiu Plano B

Para cuidar da mãe doente, a concurseira decidiu largar tudo e se dedicar ao artesanato

A Laíssa Vieira Matos, de 24 anos, era estudante de Direito e concurseira. Ela me explicou que concurseiro é aquele que estuda horas e horas por dia para concursos públicos e nunca desiste, independente do resultado da última prova, pois acredita que vai se aperfeiçoar até passar.

Lalai- Partiu Plano B

Trabalho, faculdade e estudar para concursos. Até 2014 essa era a rotina da Laíssa. Para se dedicar mais à preparação para os concursos, ela até  trancou a faculdade. Mas um mês depois o destino fez  com que ela desistisse tanto da faculdade quanto dos concursos. É que a mãe da Laíssa, a Rita Maria da Conceição Matos foi diagnosticada com isquemia de membro inferior, uma doença vascular que acontece quando as artérias que levam sangue aos pés estão obstruídas. Com isso surgem ferimentos que precisam de curativos diariamente. “Só eu podia cuidar dela. Fiquei só trabalhando e deixei os concursos de lado. Eu não tinha condições de pagar um enfermeiro, mas se tivesse não faria. Ela era minha parceira de vida!”A Laíssa começou a ficar mais tempo em casa e como sempre gostou de artes, surgiu a ideia de fazer artesanato. As primeiras encomendas foram feitas pelos colegas de trabalho.

Lalai -Partiu Plano B

Após um longo período internada, a mãe da Laíssa morreu em janeiro de 2016 . Depois de alguns meses, foi a Laíssa  que ficou doente. “Comecei a sentir dores horríveis do lado esquerdo do bumbum até o pé. Era a temida dor ciática”. Quando começaram as dores ela me disse que achou que não ia aguentar. “Ali me senti no fundo do poço, pensando em toda tristeza, ficava muito tempo na cama. Eu já estava muito triste e sem aceitar a partida de mamãe. Já tinha a perda de 3 irmãos…”.

Lalai- Partiu Plano B

Nessa fase o apoio do marido foi essencial. Além de cuidar da Laíssa, ele ainda ajudou na continuidade do ateliê. Como é designer, fez a marca da empresa e a incentivou a continuar. Quando começou a melhorar das dores, até hoje ela ainda faz fisioterapia, a Laíssa decidiu que ia pedir demissão para fazer artesanato. Descobriu o feltro, a costura a mão e também faz pinturas em resina e MDF.

Lalai - Partiu PlanoB

Mas a artesã confessa que saiu do trabalho muito rápido. “Faltou planejamento. Eu deveria ter ficado lá por mais tempo, até o negócio se sustentar melhor, mas não me arrependo de ter pedido demissão, eu estava triste demais para continuar e a saída me deu uma certa leveza”.

Ela até pensava em voltar aos estudos, mas hoje se sente feliz e realizada como artesã. “Mesmo com algumas dificuldades é aqui no meu cantinho de criação que me sinto feliz. Estou estudando muito para melhorar o meu trabalho e o modo como administro”.


Depois de todo o sofrimento que passou junto com a mãe a Laíssa tem certeza que fez a coisa certa. “É um projeto meu, que foi feito para ela, mas que também me dá propósito, prazer em trabalhar e ser quem eu sou”.

As dicas da Laíssa

– Para fazer uma mudança desse tipo, fazer um planejamento correto é fundamental!! Claro que imprevistos ou erros podem acontecer no meio do caminho, mas é importante não sair fazendo as coisas de qualquer maneira e contar com a sorte. Se possível, peça ajuda. Não saiu como previsto? Tenha paciência e seja criativo.

– Não deixe nem a ansiedade nem o excesso de cautela passar na frente dos seus sonhos. Sei que a empolgação é grande, mas tente manter um equilíbrio.

– A terceira dica é de mamãe: “Você não pode abraçar o mundo! Escolhe uma coisa só menina, se você sair fazendo tudo ao mesmo tempo, não vai sair nada que preste!”

As dicas das mães são sempre valiosas né gente?

 

lalaimatosatelie.wordpress.com

 

 

16 comentários sobre “Para cuidar da mãe doente, a concurseira decidiu largar tudo e se dedicar ao artesanato

  1. Ela arraza! Do Direito á Arte! E faz o oficio de forma ímpar de caprichosa! Inspiração aos artesãose as pessoas apegadas a profissoes que nao lhe fazem feliz! Porem jo seu caso, o amor pela mae falou bem maus alto! Linda historia!
    Parabens,Laissa!

  2. Não há vitórias sem batalhas, com certeza vc já é uma pessoa vitoriosa, forte e merece muito mais, e vai conseguir, pq além de nós na torcida tem sua mãe lá em cima olhando por ti.Sou fã do seu trabalho.

  3. Desejo tudo de bom pra vc Lai ,eu conheço muito bem sua história. não é só linda como forte, sei que Deus te recopesarar pq tudo que vc fez.amo vc

  4. Laíssa, minha linda amiga. Sua história é muito linda conheço desde o início e seu que toda essa garra e coragem VC herdou de sua mãe. Creio que Deus tem muitas vitórias para sua vida pois colhemos o que platamos. Boa sorte e parabéns.

Deixe um comentário