OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Pagou uma dívida de 15 mil reais vendendo artesanato

O que você faria se  fosse dona de casa e seu marido ficasse doente, sem condições de trabalhar e para complicar  ainda tivesse que assumir uma dívida de 15 mil reais? A Terezinha Zunino Jasper arregaçou a mangas e Partiu Plano B.
Foi uma amiga da Terezinha, a Sonia, quem deu o empurrão inicial. “Ela me trouxe um molde e me disse. Use a criatividade. Faça uma maçã com a técnica do patch aplique”. A Terezinha achou que a maçã seria muito simples e fez  logo um galo português, cheio de detalhes. Conseguiu vender a primeira peça e se animou. No início ela costurava tudo à mão e ia de porta em porta na vizinhança oferecendo. Depois participou da feira de artesanato do bairro.

“ Se eu ia numa festa eu já levava algumas amostras e sempre saía com alguma encomenda”.

Galina patc-valendo

A partir da  técnica do patch aplique a Terezinha foi procurando caminhos. Acabou se especializando em bandôs, aqueles acabamentos para cortinas. “Os clientes gostam porque podem escolher o modelo, a cor, tudo. Eu monto o projeto e vendo” . A Terezinha também se preocupa com os detalhes. “A peça tem que ter uma história, um fundo, tem que encantar.” Importante  lembrar que ela nunca fez curso, pesquisou tudo na internet  e se tornou uma profissional que inclusive dá cursos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

A dívida de 15 mil reais a Terezinha parcelou e conseguiu pagar com o que ganhou vendendo as peças. Ela também assumiu as outras contas da casa, começou a pagar INSS para ter direito à aposentadoria e continuou investindo, comprando máquinas e tecidos.

Hoje Terezinha é viúva e graças ao trabalho com artesanato se orgulha de dizer que consegue ter um bom padrão de vida .”Eu não me privo de nada. Com o meu trabalho pago meu aluguel, comprei carro e fiz um tratamento nos dentes que custou 15 mil reais”. Até agora a artesã vendia só em feiras, mas  pretende começar a vender também pela internet.

As dicas da Terezinha

-Quando comecei não tinha dinheiro para comprar muito tecido. Por isso escolhia bem as cores e nunca comprei mais que trinta centímetros de tecido. Todo pedacinho eu juntava para fazer outras peças.

-Primeiro otimismo, jamais desista. Está complicado? Para um pouquinho  sai dá uma volta e retorna o trabalho. Desistir jamais.

-Se está triste deixa o trabalho de lado e escuta uma música e volta com alegria

-Faça um trabalho e coloque amor, energia positiva. No meu caso o meu bom humor e meu alto astral vão junto com as peças. As pessoas voltam a comprar porque o trabalho dá uma energia boa dentro de casa

– Tem que ter boa vontade. Nunca tive preguiça se precisar eu viro noites trabalhando

www.facebook.com/TerezinhaJasper


 

12 comentários sobre “Pagou uma dívida de 15 mil reais vendendo artesanato

  1. Oi Vanessa
    E muita gente reclamando da vida, nè?
    Já comentaram sobre a força da Terezinha, então vou falar da beleza do trabalho dela: este galo português é lindo. E o gato, então? Além de criatividade e delicadeza o trabalho dela é divertido.
    Ah! antes que esqueça, as mudanças no blog foram ótimas, ficou mais fácil de ter uma visão mais geral do seu trabalho…que também só nos dá ânimo e boas idéias.
    abs
    Silvana

    • Silvana que bom que você gostou das mudanças. O objetivo era esse, facilitar a leitura de todas essas histórias inspiradoras. Realmente o trabalho da Terezinha é lindo e como ela faz tudo com muito carinho e cuidado, não tem como não dar certo mesmo.

      Beijos e obrigada pela visita

  2. Obrigads a cada comentario ,hoje estou aproveitando minha terceira e melhor juventude rsrsrs e dando curso na loja costurando idéias no Capão da imbuia.

  3. Mulher guerreira esta minha amiga e irmã de coração. Teus artesanatos são lindos, porque você coloca amor em tudo que você faz, sou muito orgulhosa de você e fazer parte da tua vida. Há ia esquecendo: quando crescer quero ser igual a você. Sucesso minha amiga, você merece.

Deixe um comentário