Rosana Souza- Partiu Plano B

Fazer arte com papel foi a solução em um período em que precisava se sustentar em um cidade nova

A Rosana Souza hoje é reconhecida pelo trabalho que faz com papel. São flores e esculturas que encantam clientes em todo o Brasil. Mas essa história também é de superação. Ela  morava no Rio de Janeiro onde fazia artesanato com madeira, mas precisou se mudar meio às pressas para Curitiba. É que a filha da Rosana passou no vestibular  de medicina aos 17 anos de idade e ganhou uma bolsa integral em uma faculdade particular . Ela não teve dúvida e fez as malas rapidinho. As duas chegaram na cidade sem conhecer ninguém e no início precisaram se hospedar em pousadas, repúblicas e hotéis.  Mesmo com o marido mandando dinheiro, ela precisa com urgência começar a trabalhar para conseguir se manter na nova cidade.

Rosana Souza- Partiu Plano B

Não teria como fazer arte com madeira, precisava de um material leve que  não ocupasse muito espaço e que pudesse carregar de um lado para outro, uma vez que nem sabia onde iria dormir no dia seguinte.  Escolheu o papel e começou a fazer flores e esculturas. “Trabalhava algumas vezes montando flores dentro de república em banheiro mesmo ( devido a regras com horário de lâmpadas acesas) e postava durante o dia nos correios, através de vendas feita através de plataforma e site”. E foi assim ,que conseguiu pagar as contas e se alimentar por um bom tempo.

“Dias difíceis em que descobri que o esforço e persistência no trabalho movem o Coração de Deus para superação mesmo quando não há nada, nada mesmo em suas mãos, nem casa, espaço, casaco. Só a vontade de vencer”.

Rosana Souza- Partiu Plano B

Depois de um tempo ela alugou um apartamento e o marido conseguiu um emprego em Curitiba. Hoje  trabalha com flores em papéis, tecidos finos e está se aperfeiçoando como escultora de peças de fibra e cenografia.A filha da Rosana já está no terceiro ano de medicina

A Rosana aprendeu que para empreender você precisa:

-Querer e não deixar as objeções pesarem mais do que sua necessidades, e elas (objeções) sempre vão estar ali.

– Não olhar o quanto é difícil, pois todo início é muitooooo difícil, fé é tudo para avançar, e o teste disso é quando vozes de amigo e família te puxam para baixo, dessas vozes convivi com pelo menos 5 de pessoas bem próximas

-Pesquise muito o mercado e existem ferramentas poderosas hoje para isso.

 

@rosanasouzapersonalizados

Rosana Souza- Partiu Plano B

2 comentários sobre “Fazer arte com papel foi a solução em um período em que precisava se sustentar em um cidade nova

  1. O trabalho da Rosana é lindo, eu encomendei para o aniversário da minha filha e ficou tudo maravilhoso! Super recomendo!!
    Beijos querida Vanessa que sempre nos mostra histórias de superação e sucesso!!

Deixe um comentário