A gente organiza- Partiu Plano B

Ela deixou o Direito para empreender como personal organizer

 

A Mylena Abujamara hoje é personal organizer. Formada em Direito, durante 15 anos atuou na área societária e de contratos.Ela adorava o que fazia, mas trabalhava quase 20 horas por dia, dormia pouco e quase não tinha tempo para o lazer. A Mylena começou a ver os advogados mais experientes reclamando que não tinham tempo para a família e alguns ficaram com sérios problemas de saúde por conta do stress. A própria Mylena super jovem, aos 26 anos, chegou a ser internada.

A gente organiza- Partiu Plano B

Como também sempre teve o sonho de empreender e gostava de organização, começou a se informar para ver se era possível sustentar-se com o trabalho de personal organizer. “Quando decidi que seria essa a minha nova carreira, me senti como se eu tivesse “descoberto o que eu ia ser quando crescesse”, sabe? Então fui estudar, buscar informação, cursos de formação, aperfeiçoamento e técnicas, indispensáveis (junto com a prática, claro!) para um bom profissional de organização”.

A gente organiza- Partiu Plano B

Durante quase um ano ela ficou trabalhando nas duas áreas. Primeiro mudou de emprego para atuar em uma área jurídica mais tranquila. Assim conseguia aproveitar finais de semana, férias e feriado para a nova carreira .Quando já tinha feitos vários cursos ( nos fins de semana,a noite, em feriados ou nas  férias) a organização começou a demandar mais tempo da Mylena e foi aí que ela decidiu pedir demissão e Partir Plano B em definitivo. Mesmo sem conseguir um bom acordo com a empresa, quando estava se desligando, seguiu em frente porque tinha certeza do que queria fazer.

A gente organiza- Partiu Plano B

 

E a Mylena teve que ter muita certeza mesmo, porque a família e os amigos “torceram o nariz”, quando ela anunciou a mudança. “Ninguém entendia como eu podia largar o “glamour” do direito para virar uma “mera” organizadora. Poucos foram os que me incentivaram e apoiaram verdadeiramente”. Quase dois anos depois de trocar o Direito pela área de organização a Mylena comemora o sucesso do seu empreendimento. Especializada em organização de mudanças, malas e home offices, ela ainda promove workshops para as pessoas interessadas em colocar a mão na massa nas próprias casas ou escritórios. “Trabalho de casa. Não tenho empregados, não pago aluguel de espaço… um sonho para um empreendedor!”. Ah e tem mais, ela ainda diz que está conseguindo viver bem com o que ganha e tem certeza que vai ficar ainda melhor. “A felicidade de se trabalhar com o que se ama verdadeiramente é a melhor recompensa de todas! A sensação de realização é indescritível!!”

 

 As dicas da Mylena

-Bom, em primeiro lugar, tenha CERTEZA do que quer fazer, da satisfação que o empreendedorismo vai te dar. Caso contrário, na primeira “torcida de nariz” daqueles que não confiam no seu projeto, você vai recuar, voltar atrás.

-Escolha algo que você verdadeiramente ama. Pense que é um projeto seu, algo que você deve criar e nutrir diariamente,mas sem amor pelo que faz, essa “nutrição diária” nunca vai ser suficiente e o projeto vai minguar.

-Se você quer empreender, mas ainda não descobriu sua paixão, continue procurando, com paciência e com o coração, sem se precipitar

-Informe-se, estude e treine MUITO. Nunca pare de fazer isso, mesmo quando já achar que é suficiente, não pare de estudar. Conheço profissionais excelentes, com 5 ou 10 anos de mercado, e que ainda estudam, fazem cursos, lêem…alguma razão deve haver para estarem há tanto tempo no mercado, não é?

Instagram: @agenteorganiza
(11)983220302

 

7 comentários sobre “Ela deixou o Direito para empreender como personal organizer

  1. Amei essa história! Sou concursada e tô feliz com meu emprego, mas acho que se eu for “complementar a renda”, vou fazer isso também, porque adoro organizar coisas <3

  2. Parabéns pelo blog. Estou lendo historias realmente enriquecedoras que estão me motivando bastante.
    Há quase cinco meses fui demitida do escritorio onde trabalhei por cinco anos e confesso que estou pensando em arriscar para o lado alimenticios, doces em especifico, a unica coisa que sei fazer na cozinha rsrs

    • Oi Erika, que bom que está gostando do blog. Fico Feliz! E acho que você deve se arriscar mesmo com os doces. Se você gosta de fazer esse é o primeiro passo para o sucesso. Não é fácil, tem que persistir e muuuito, mas tenho certeza que vai valer a pena.

      Beijos e sucesso

      Vanessa Brollo

Deixe um comentário