Mãe 2 valendo

Ela decidiu trabalhar em casa depois que se tornou mãe

Mãe 2 valendoFoto: Evary Leal

A Grace  Barbosa vive no dia a dia o sonho de muitas mães. Ela consegue trabalhar em casa. A filha dela, a linda Júlia de 3 anos, está sempre por perto assim como o gato Teobaldo. Resumindo assim e olhando a foto abaixo, que eu adoro aliás, parece até simples, decidiu trabalhar em casa e pronto. Mas segundo  a Grace são muitos os desafios, muitos mesmo.

Grace

A Grace é jornalista com pós em jornalismo literário e trabalhava na redação de um grande jornal de Curitiba, mas depois da licença maternidade não  conseguiu voltar. Além de não ter a família por perto para ajudar, a mãe dela morava no interior do Paraná e estava com um problema de saúde. Em casa e com uma filha pequena, ela teve a ideia de  criar um site, o Mãezíssima, com informações  que ajudam as famílias a entenderem  melhor o momento da chegada de uma criança  e que também fala de comportamento e educação. Conheça AQUI outra mãe que decidiu se reinventar para ficar mais perto do filho.

Grace 1

O projeto já tem 3 anos, a idade da Júlia  e apesar de  ter sido bem planejado, a Grace não começou já ganhando dinheiro. “Os primeiros meses foram apenas de trabalho e divulgação, mas aos poucos fomos encontrando nosso modelo de negócio”, diz. Para a jornalista  empreendedora, trabalhar em casa funciona muito bem, mas ela confessa que é um baita desafio. Como a Júlia está com três anos e vai para a escola de tarde, a Grace tenta ficar o mínimo possível no computador durante a manhã, período em que ela cuida da casa e fica com a filha. ”De tarde me dedico integralmente ao trabalho  e a noite me divido entre estudo, trabalho e descanso,que ninguém  é de ferro”. Ufa! Alguém ainda acha que trabalhar em casa é mais fácil? Veja AQUI algumas dicas para conseguir produzir bem em casa.

Grace gato valendo

A Grace ainda chama a atenção para um aspecto importante. As crianças entendem melhor um trabalho manual do que um trabalho no computador, então as mamães artesãs ou culinaristas, por exemplo,podem mostrar o que estão fazendo. Fica mais fácil respeitar e dar o tempo para a mãe trabalhar. “Já quando uma atividade é no computador é mais complicado para a criança entender que você está trabalhando. Isso tem que ser dito, porque tem muita mãe que fica nervosa quando tenta responder e-mail, por exemplo, mas é  preciso levar em conta a idade e a  compreensão da criança”.

Se você gostou dessa história conheça mais uma mãe que Partiu Plano B para ficar perto do filho.

 

As dicas da  Grace:

-É importante que cada mãe ache uma rotina que funcione para a sua família. Nâo exite um modelo pronto e definitivo que sirva para todas

– Mamães que querem ser empreendedoras: se preparem. Façam um planejamento, orçamentos, estudem o mercado. Vejam a viabilidade do negócio

-Não se precipite. Qualquer decisão afeta não só a sua vida, mas a vida de toda a família

-Para as mães que já são empreendedoras eu digo: busquem conhecimento em negócios. Não dá para ir muito longe sem se aperfeiçoar, sem inovar, sem crescer

 

www.maezissima.com.br

6 comentários sobre “Ela decidiu trabalhar em casa depois que se tornou mãe

  1. Olha, a Grace conseguiu vencer um grande desafio. Apesar de não ter filhos, eu até tentei trabalhar em casa por um tempo apenas com um cachorro e meus pais morando ao lado. Foi impossível… rs
    É bem isso que ela disse, o trabalho intelectual não é respeitado porque as pessoas não têm noção da importância do que se está fazendo, porque não é visível.
    O site dela é muito bom e está de parabéns! Beijo!!

    • O Mãezíssima é muito bom mesmo né Fer? Sim, não acho nada fácil trabalhar em casa e acho importante a Grace admitir que não é fácil, principalmente quando o trabalho é feito no computador e precisa de concentração né? . Beijos pra você e obrigada pela visita

  2. Adorei o site! Estou num momento de reflexão profissional, e depois de ler tantas histórias interessantes fiquei bem animada a me dedicar a fazer o que realmente gosto… Não é fácil abandonar uma profissão depois de anos de estudo, mas se aquilo já não te encanta, temos que criar coragem e partir para o plano B!!! Obrigada pelas dicas!!!

    • Oi Vanessa, também sou Vanessa a jornalista responsável pelo blog. Que bom que as histórias te ajudaram a refletir um pouco mais sobre a decisão de Partir Plano B. Realmente não é fácil mudar né? Mas pelo que percebo dos meus entrevistados é que depois do medo inicial eles não se arrependem.

      Boa sorte e sucesso pra você.

Deixe um comentário