Bella Sapatilhas- Partiu Plano B

Ela criou um delivery de sapatilhas

É com o carro cheio de sapatilhas que a Fernanda Guaita chega na casa das clientes e ela garante que não perde venda. “Quando me chamam eu tenho certeza que pelo menos um par eu vou vender”. O delivery foi a forma que ela encontrou, inicialmente para comercializar um estoque de sapatilhas que tinha encomendado para uma loja que ela estava para alugar. Mas a locação do ponto não deu certo, ela Partiu Plano B.

A crise chegou praticamente junto com os 350 pares de sapatilhas e ela achou melhor não abrir a loja. Assim surgiu a centopeia móvel. A ideia era colocar tudo dentro do carro e sair vendendo, mas o estoque não caberia. Com a ajuda do pai e do marido acabou criando um sistema com um painel e elásticos que deixam as sapatilhas organizadas e seguras . Mesmo com o carro em movimento elas não caem.

Bella Sapatilhas- Partiu Plano B

O delivery de sapatilhas é mais uma das investidas dessa jovem que vem de uma família de comerciantes. O avô e o pai da Fernanda sempre tiveram mercado e depois que ela se formou em administração foi trabalhar com a família. Quando o mercado fechou ela conseguiu um emprego, mas percebeu que não tinha perfil de funcionária. A Fernanda gosta mesmo é  de empreender. Tanto que enquanto estava em casa, cuidando do filho pequeno, começou a vender roupa infantil importada, depois revendeu roupas que buscava em São Paulo. Estava em busca de uma ideia, de um novo negócio quando foi convidada para participar de um bazar de amigas.

Bella Sapatilhas- Partiu Plano B

Como  não podia levar roupas, já que tinha muitos expositores com roupas, pegou algumas sapatilhas em consignação e viu que deu certo. Foi quando fez a encomenda dos 350 pares. Quando já tinha decidido não abrir uma loja e estava com o carro cheio de produto, postou em um grupo do facebook. Em um dia recebeu 150 mensagens de pessoas querendo agendar uma visita.

Ela chega a vender 170 pares por mês e isso sem trabalhar todos os dias. “Fico com meu filho de manhã, consigo sair 3 vezes por semana de tarde e no fim de semana com agendamento”.O carro chama a atenção e mesmo quando não está oficialmente trabalhando as pessoas pedem para ver as sapatilhas. O próximo passo da Fernanda é trocar o carro por uma van.

Dicas da Fernanda

– Você  tem que focar em um produto só e ir até o final com esse plano. Não adianta misturar muita coisa. No meu caso eu decidi vender só sapatilhas, me perguntam porque eu não vendo sapato de salto, ou roupa, mas eu decidi ficar só com as  sapatilhas.

– Tem que persistir porque não é fácil. Tem que conquistar o cliente e não sufocá-lo ou ficar forçando a venda. Ele pode não comprar da primeira vez mas numa segunda vez ele leva alguma coisa.

-Não misturar um centavo das vendas com o orçamento de casa. Tem que tirar o investimento e o lucro. Muitas vezes não tiro nada pra mim.E olha que pessoalmente não sou tão organizada como sou com o meu negócio.

 

www.facebook.com/bellasapatilhasdelivery

 

7 comentários sobre “Ela criou um delivery de sapatilhas

  1. Que ideia genial! Quem não quer comprar sem precisar sair de casa? E a vantagem é que ainda dá para provar o produto, o que é muito importante quando se trata de sapatos, porque já comprei pela internet e não deu certo. Adorei!! Obrigada por compartilhar!!

  2. TB ESTOU COM ESTA IDEIA DE VENDE NESTE ESTILO TB AQUI EM BELEM DO PARA QUANTO VC VENDE CADA PAR DE SAPATILHA QUAL EO SEU FORNECEDOR ESTOU QRENDO GANHA UM EXTRA

Deixe um comentário