Foto: Tony Duque

Ela chegou a passar fome na infância e hoje dá emprego para 19 pessoas

 

A Veridiana Quirino teve uma infância muito humilde. A mãe dela trabalhava como faxineira para sustentar os 5 filhos e muitas vezes eles não tinham nem o que comer. Com tantas dificuldades, teve que começar a trabalhar muito cedo, aos 14 anos. Foi babá, operadora de caixa, vendedora de sapato. No bairro em que morava, presenciou amigos e até um irmão seguindo por caminhos errados e, muitas vezes, sem volta. Não tinha nenhum exemplo positivo para seguir, mas internamente ela sabia o fazer. “Sempre foquei no que eu acreditava que era o certo”. Agarrou todas as oportunidades que apareceram e sempre teve muita fé. Até que depois de alguns anos trabalhando como vendedora começou a pegar o gosto por vendas e, mesmo sem dinheiro, estava decidida a ter um negócio próprio. Tanto compartilhou esse sonho que uma pessoa reconheceu o seu potencial. “Entrei com meu trabalho e o investidor com o dinheiro.Abrimos uma pequena loja de 30 metros quadrados”.

Foto: Tony Duque
Foto: Tony Duque

 

Nos primeiros anos o faturamento da loja de semijoias era baixo e a Veridiana só conseguia pagar as despesas pessoais básicas. Como única funcionária ela  administrava, limpava, vendia, comprava, enfim, fazia de tudo um pouco. “A minha falta de conhecimento era evidente, foi aí que comecei a fazer vários cursos para me aprimorar, pois acreditava que aquela loja seria a minha mudança de vida”. A Veridiana me disse que passava 24 horas pensando em como aumentar o faturamento da pequena loja e mesmo com as dificuldades nunca pensou em desistir. “Não cheguei a fazer faculdade, meus conhecimentos e habilidades vieram das experiências práticas e de cursos livres”.

Veridiana Quirino- Partiu Plano B

O resultado de todo esse esforço? Hoje a Veridiana tem 19 colaboradores e centenas de consultoras que revendem os produtos da marca e conseguem obter uma renda extra ou até sustentar suas famílias. Mas a empresária comemora como sua maior conquista o fato de conseguir ajudar a mãe e a irmã mais nova.“Quando consegui sair da casa da minha mãe, trouxe comigo minha irmã, na época ela tinha 12 anos de idade. Hoje, ela tem 20 anos, já cursa uma faculdade de administração, é colaboradora no setor financeiro da minha empresa e até hoje mora comigo”.

 

As dicas da Veridiana

-Primeiro de tudo, acredite em você, baseado nisso, tive forças para não desistir nas mais diversas situações em que o desistir era o mais fácil. Me enquadrei em um círculo social no qual não pertencia, sempre busquei aprendizados e tive persistência nessa longa jornada até conseguir resultados bons para a empresa.

-Determine os valores do seu negócio, esses valores devem ser seguidos em todas as situações, pois é a base para que as coisas dêem certo da forma certa. Por exemplo, quando elegemos o respeito como um dos valores, devemos cobrar isso de nossos colaboradores quando se relacionam com qualquer cliente ou fornecedor, mas, também temos que tratá-lo com esse mesmo respeito, cumprindo o que acordamos, efetuando pagamento de salários em dia, tratando com educação e humanidade. Os valores escolhidos para serem vividos na minha empresa são: comprometimento, união, respeito, honestidade, alegria e gratidão.

-Aprenda sempre: isso engloba todos os setores da empresa, precisamos saber cativar os clientes, saber organizar o negócio, saber comprar os produtos de forma que satisfaçam o seu público, ter uma comunicação boa, ter controle das finanças, etc. Todos esses aprendizados vêm da parte prática do dia a dia do negócio e também através de cursos, palestras ou livros.

-Trate as pessoas com humanidade: Ninguém faz nada sozinho, dependemos das pessoas para nos ajudar a transformar o nosso sonho em realidade, por isso priorizo uma empresa humanizada. As pessoas não precisam apenas de dinheiro, elas gostam de ser valorizadas, respeitadas, de ter autonomia e alegria em seu trabalho. Dessa forma, nossa empresa efetua diversas ações para ser uma excelente empresa para se trabalhar, pois colaboradores felizes geram lucro.

 

www.facebook.com/veridianaquirinosemijoias

www.veridianaquirino.com.br

 Veridiana Quirino- Partiu Plano B

5 comentários sobre “Ela chegou a passar fome na infância e hoje dá emprego para 19 pessoas

  1. Como é bom ler histórias assim. Muitas vezes no meio do caminho acabamos desanimando e seu blog é uma injeção de motivação para levantar e seguir em frente. Obrigada por ser essa incentivadora e trazer tantas histórias que provam que é possível vencer independente das circunstâncias. Beijos querida!

    • Obrigada Thais por gostar do blog. Fico muito feliz!!!! Todos meus entrevistados me inspiram também. Quando puder se inscreve no canal do blog no youtube. Estou só começando rsrsrs. Beijos e obrigada pela visita

      Vanessa Brollo

Deixe um comentário