The Cakery- Partiu Plano B

Depois de ganhar uma  promoção na área de marketing, ela decidiu sair para abrir uma empresa de bolos

A publicitária Cassiana Kalache Sebben trabalhava no marketing da empresa O Boticário quando começou a fazer bolos e doces como passatempo. Primeiro para a família, depois para os amigos e começou a receber encomendas. Se apaixonou pelo mundo da confeitaria, fez cursos e foi levando em paralelo as duas atividades.

The Cakery- Partiu Plano B

Enquanto muita gente se assustava com a possibilidade de demissão, por conta da crise econômica no Brasil, a Cassiana foi promovida a Gerente de Produto na empresa em que trabalhava. E foi neste momento que ela percebeu que teria que optar.”Foi uma decisão extremamente difícil. Foram muitas idas e vindas até decidir, enfim, pedir demissão”. Mas não foi de uma hora pra outra hein? Ela me disse que fez um planejamento financeiro e teve o apoio do marido que a incentivou a seguir em frente.”Fiz as contas de quanto precisaria para me manter sem salário por algum tempo e deu tudo certo”. A empresa da Cassiana tem como foco principal os bolos, sua grande paixão, mas ela também produz todo tipo de doce e diz que o desafio é deixar tudo com um visual de comer com os olhos. Como podem ver pelas fotos, ela consegue!

The Cakery- Partiu Plano B

 

Ao decidir se dedicar totalmente aos doces o dia a dia está bem  mais dinâmico. “Eu faço meus próprios horários, consigo atender meus clientes com mais atenção, apesar de também continuar bem corrido pois o número de encomendas aumentou. Estou 100% do tempo fazendo alguma coisa, isso ajuda muito a não sentir falta daquele convívio diário com as minhas amigas  da empresa”. Perguntei para a Cassiana se ela está mais feliz  por ter optado pelo seu Plano B:“Se eu estou mais feliz? Estou muito feliz! A sensação de trabalhar para você mesma é incrível”.

 

As dicas da Cassiana

– É muito importante avaliar o momento de vida em que está inserido para poder tomar essa decisão. Quem é jovem, sem filhos, mora com os pais ou possui um companheiro que pode proporcionar uma segurança financeira, é o perfil mais adequado para arriscar.

– Pensar muito bem, racionalmente e nunca emocionalmente. Uma decisão assim nunca pode ser tomada em um momento que está frustrado com uma situação específica no trabalho.

-Pensar que, se você não tentar, nunca saberá se aquele sonho era apenas um sonho ou poderia ser algo muito maior. E ter em mente que para tocar um negócio próprio é preciso muita maturidade e persistência. Não é fácil, existirão muitos desafios, vontade de desistir, mas é muito importante manter sempre o foco e seguir em frente.

 

facebook.com/thecakery

The Cakery- Partiu Plano B

 

2 comentários sobre “Depois de ganhar uma  promoção na área de marketing, ela decidiu sair para abrir uma empresa de bolos

  1. Parabén, Cassiana!
    O espírito empreendedor é a alavanca do sucesso. Mas de nada adianta ter somente ele. Algumas ferramentas são necessárias para a prosperidade empresarial… Uma gestão moderna com o alicerce da idoneidade, da dedicação, do profissionalismo, do trabalho, da qualidade e outros tantos predicados são excenciais e fundamentais para alimentar o empreendedor!
    O altruísmo é um dom que você tem no DNA! As ” Dicas da Cassiana” mostram isto!
    Muito sucesso no seu emoreendimento!
    ” Quem planeja e executa tem futuro… quem não planeja, tem destino”
    Abraços!

Deixe um comentário