Catarina- valendo mesmo

De dona de casa a dona do próprio negócio

A Catarina Andrade conquista a gente logo de cara. Super comunicativa, alegre, confiante. Poderia ser uma boa vendedora. E é! Além de ser uma super empreendedora,dona do próprio negócio. Ela vende calças femininas de porta em porta. Calças lindas, aliás, e que vestem muito bem. Mas deixa eu te contar tudo desde o começo. A Catarina decidiu não trabalhar depois que se casou, teve três filhas, que são o grande orgulho dela. Durante muitos anos viveu o sonho do marido e das filhas. E diz que não se arrepende, de maneira nenhuma. Mas ela me confessou que sempre tinha vontade de fazer alguma coisa a mais. Com as filhas encaminhadas e viúva ela foi atrás dos próprios sonhos.

Catarina 3 valendoInicialmente uma sobrinha, a Mariângela Andrade Konrad e o marido Edimar Konrad, convidaram a Catarina para revender as calças que eles produziam. E assim foi durante um  tempo. Quando o casal avisou que teria que fechar a confecção, foi a vez da Catarina, aos 53 anos, arriscar tudo e ser independente de vez. Decidiu abrir a empresa dela e agora contrata os serviços da sobrinha e do marido, que  têm uma facção e costuram exclusivamente as calças que a Catarina vende em algumas boutiques de Curitiba, mas principalmente de porta em porta.

Catarina 1- valendoEsse tipo de venda, aliás, é o grande diferencial. Carregada com 8 malas ela vai até a casa das clientes, que podem experimentar à vontade. E faz algumas exigências, só aceita pagamento em cartão e , por segurança, precisa estacionar em uma garagem , do prédio ou da casa da cliente, para conseguir descer todo o estoque. Além do corte,  que valoriza todo tipo de corpo, muitas delas tem cós alto, que eu adoro! Os tecidos  ela faz questão que sejam os melhores. As estampas acompanham as tendências da moda e se repetem em no máximo 10 peças. E ainda tem uma linha fitness.

Catarina 2 valendoA empresária e vendedora formou uma carteira com mais de 300 clientes e  vende cerca de 200 calças por mês. E só não  aumenta a produção para garantir a qualidade das peças.”Garra, vontade e muito amor, é o que me impulsiona todos os dias a continuar”. Alguém duvida?

 As dicas da Catarina

– Você dona de casa, acredite no seu sonho, saia do casulo.

– Acredite no produto que você vende.

– Não tenha vergonha de colocar as malas dentro de um carro e sair vendendo. Tenha orgulho do seu trabalho.

-Saiba cobrar. Não é porque você vende de porta em porta que deve ter prejuízo com inadimplência.

– Seja honesto. Se for vender roupa, por exemplo, não precisa dizer que ficou boa só para vender. Seja verdadeiro e fidelize esse cliente.

O contato da Catarina:

(41) 9739-94-47

11 comentários sobre “De dona de casa a dona do próprio negócio

  1. Conheço a Catarina e sua história. Realmente verdadeira. Sobre as calças: conheço, compro e recomendo. São maravilhosas e vestem muito bem. Beijo

  2. Que delícia de história! Adorei o não sentir vergonha de carregar seu produto! Hoje em dia é comodidade para o cliente, eles adoram! Parabéns Catarina!

Deixe um comentário