Adam Robô- Partiu Plano B

Criou um equipamento de saúde visual e, com a ajuda de uma aceleradora de Startup, está ganhando o mundo

A saúde visual está praticamente no DNA do Juliano Santos. Ele nasceu em uma família de profissionais de ótica e atua há 30 anos na área de saúde visual. Quando tinha 5 anos de idade os pais dele se separaram e na época teve dois sonhos. “O primeiro foi dar uma vida melhor à minha mãe e aos meus irmãos e o segundo foi criar algo para “ajudar as pessoas” no mundo todo”. O sonho de criança se realizou 35 anos depois quando nasceu o  Adam Robô, um equipamento que detecta problemas visuais e condições que podem levar à cegueira. O nome é uma homenagem ao avô do Juliano, que se chamava Adão. “Acabou sendo uma homenagem também a toda minha família e ao meu pai que dedicou a vida em prol da saúde da visão”. A ideia de negócio realizou um  dos sonhos, mas ainda faltava ajudar as pessoas. Foi então que ele criou a Associação  Prevention que promove ajuda social com a missão de prevenir e combater a cegueira mundial, destinando 1% dos seus lucros para atender pessoas carentes à saúde visual.

Adam Robô -Partiu Plano B -2

Apesar da experiência  na área de saúde visual, o empreendedor percorreu  um longo caminho. No início enfrentou o risco de não ter a aceitação do produto por ser uma solução piloto, ainda não tinha estrutura adequada e os custos de produção eram altos. Mas a ideia foi ganhando prêmios, muitos prêmios. Só para citar alguns: O campeonato mundial da Microsoft de tecnologia chamado de Imagine Cup 2018, onde foram campeões da etapa LATAM – Latino Americana, semifinalista da etapa MUNDIAL na sede da Microsoft em Seattle, Estados Unidos e Top 15 das melhores startups de tecnologia do mundo, sendo a única equipe brasileira e da América Latina e Central na semifinal.  Foram ainda aprovados em vários editais como Edital de Inovação do SENAI/SESI, Voucher nacional SEBRAETECH 2018, Startup Indústria ABDI, Accelerate2030 (ONU ODS’s), Prêmio Sesi ODS, dentre outros.

“Até o momento já vendemos mais de 350 aparelhos para 25 estados e 175 cidades do Brasil. Nossos aparelhos já estiveram nos Estados Unidos, em Seattle, na etapa mundial da Imagine Cup, na Costa do Marfim (África) no fórum econômico e na França na UTC (University of Technology of Compiègne) servindo como tema de estudo para a área da saúde visual”.

No  início o Juliano trabalhava em uma estrutura improvisada e com recursos próprios, mas hoje ele conta com a estrutura da aceleradora do Sistema Fiep,  um escritório sede para administrativo, financeiro e gestão e ainda uma fábrica para desenvolvimentos dos robôs que também funciona como laboratório de pesquisa e desenvolvimento de novas soluções.

“A Federação das Indústrias do Estado do Paraná nos abriu novas oportunidades como redes de contatos, acesso facilitado a indústria, visibilidade, novas fontes de captação de recursos (ex: editais de fomento a inovação, subvenção e fundo perdido), participação em eventos, além de treinamentos e mentorias, possibilitando a captação de novos clientes em potencial, a negociação de contratos comerciais duradouros e a expansão comercial do nosso negócio”.

Tem uma Startup e quer  participar da aceleradora da Fiep?

Segundo a consultora do Sistema Fiep, Priscila Assahida, o objetivo da aceleradora é apoiar no relacionamento das startups com a indústria para acelerar empreendimentos de alto impacto, “com isso a ideia é desenvolver uma indústria mais inovadora, sustentável e competitiva”. Ela conta que eles ganharam agora em 2019 o prêmio Reinova, referente a Aceleradora com maior valor agregado às startups dentre as 17 incubadoras e aceleradoras do Estado.

Adam Robô- Partiu Plano B

“Muito deste prêmio, foi resultado, do trabalho que fazemos desde o início do programa, onde identificamos oportunidades e fraquezas das startups, e apoiamos por meio de nossa rede de mentores e consultores do Sistema Fiep e parceiros, desde a análise e validação do negócio até a captação de investimento, além da conexão com o mercado (industrial)  que hoje é nosso principal diferencial.”

 

A consultora diz que o foco da aceleradora hoje são startups de Industria 4.0 , smartcities e impacto, que já estejam com um mínimo produto viável (MVP). “Mas  não deixamos de atender startups fintechs , de varejo techs ou healthtechs pois acreditamos no potencial de crescimento e impacto na economia do Paraná. Nossa principal forma de atender outras startups que estejam na fase de ideia ou outros segmentos  é o Desafio Paraná de startups uma grande vitrine das startups mais promissoras do Estado”.

Se você tem uma ideia e acredita que ela possa estar na aceleradora da Fiep, a Priscila explica que o primeiro passo é fazer um précadastro no site:

http://www.senaipr.org.br/para-empresas/incubadora/faca-seu-pre-cadastro-6-24189-372339.shtml

Eles vão verificar se a empresa está formalizada, se tem um MVP, se o mercado atendido é o da indústria e smartcities ou também se tem potencial de parceria com o Sistema Fiep. “É depois disso que agendamos uma reunião presencial com a empresa para explicar o processo seletivo e também fazer uma análise mais detalhada sobre o status do negócio, objetivo da empresa na aceleração e o perfil do empreendedor”.  A empresa ainda vai passar  pela seleção de uma Banca formada por empresas, investidores e parceiros estratégicos. Se for aprovada, a empresa começa o processo de aceleração.

Números relevantes da Aceleradora Sistema Fiep:

– 30 startups desde 2011
– 68 empregos  gerados pelas startups aceleradas
– 13 milhões de faturamento recursos captados pelas startups graduadas e em aceleração
– 4 milhões de faturamento gerados pelas startups graduadas e em aceleração
– Certificação no CATI – MCTIC como Incubadora que realiza pesquisa e desenvolvimento  2019
– Premio Paraná Inovador – Valor pra startups 2018 – Reinova e Sebrae
– Incubadora Woman Company Partnert 2016
– Incubadora Certificada Internacionalmente pela UBI e 3º lugar no Paraná 2017
– Aceleradora Sistema Fiep está entre as melhores incubadoras e aceleradoras do sul na 3ª edição do Desafio de Incubação e Aceleração de Impacto 2018 do ICE, Anprotec e SEBRAE.

O apoio de uma aceleradora pode ser determinante para o sucesso de uma startup, mas as dicas do Juliano para quem sonha em empreender são importantes  em todas as etapas :

– Tenha uma causa, uma motivação

-Seja apaixonado pelo que faz

– Acredite nos seus sonhos, persista e nunca desista deles

www.adamrobo.com.br

http://www.senaipr.org.br/para-empresas/incubadora/faca-seu-pre-cadastro-6-24189-372339.shtml

Deixe um comentário