boutique estaciona valendo

A boutique de rua vai até o cliente e agora virou franquia

A história empreendedora da Fabiane Post Proposki começa, na verdade, com uma história de superação. Antes da boutique de rua se tornar realidade, ela descobriu que tinha câncer no útero. Com apenas 30 anos de idade, passou por um tratamento difícil  e quase entrou em depressão. Mas ela conseguiu se curar e foi com a ajuda do marido que deu início à vida de empresária.

boutique 3 valendo

Primeiro ele emprestou R$ 1.200,00 para que ela comprasse roupas em São Paulo para revender em Curitiba. Em uma semana o estoque tinha acabado. De uma mala cheia de roupas, passou para quatro. Vendendo em salões de beleza  e em empresas, ela foi aumentando a clientela, até que não conseguia mais carregar tantas malas. A Fabiane também costumava deixar  sacolas nas empresas para que as clientes experimentassem em casa, mas a logística começou a ficar complicada, uma vez que tinha que ir e voltar várias vezes.  Foi aí que ela começou a pensar em um Plano B para a vida de sacoleira.

boutique 2 valendo

E porque não montar uma boutique móvel, que pudesse ir até as clientes? Um espaço confortável com espelho e provador?  Para a Fabiane estava claro, mas ela ainda precisou esperar um ano até convencer o marido de que poderia ser um bom negócio.  Afinal eles não tinham nem referência, esse modelo de negócio não existia no Brasil.


Em dezembro de 2008 surgiu a Boutique de Rua. Em pouco tempo as vendas da Fabiane triplicaram. Nos fins de semana ela estacionava a van em frente de restaurantes de grande movimento, em Curitiba. Em um dia chegava a entrar 600 pessoas na loja. Os negócios iam muito bem quando começaram a  surgir as cópias. Mais uma vez a Fabiane sentiu que precisava  se reinventar. Procurou o Sebrae, formatou novamente o negócio e agora a boutique de rua é uma franquia, que já está dando oportunidade de sucesso para outras pessoas que sonham em Partir Plano B. A empresária ainda criou a Boutique de rua Transformações, que elabora e executa projeto em veículos utilitários, transformando vans em comércio móvel para qualquer segmento. E o blog tem mais histórias que vão te inspirar. Veja AQUI, o exemplo da dona de casa  que vende calça feminina de porta em porta.

As dicas da Fabiane

-Disciplina em primeiro lugar. Não é porque você tem um negócio móvel que você vai trabalhar menos. Com a boutique móvel você vai trabalhar inclusive nos finais de semana

-No caso da franquia, o maior investimento é no veículo, mas o custo pode ser bem menor que uma loja comum

-Tenha determinação em todos os aspectos para alcançar o sucesso

www.boutiquederua.com.br

12 comentários sobre “A boutique de rua vai até o cliente e agora virou franquia

  1. Vanessa, adorei essa matéria. Realmente principalmente nesse momento de crise no nosso País e no mundo. Temos que colocar nosso cérebro para trabalhar. Tá de parabéns!

    • Com certeza Gracinha. Acho que é em momentos de crise que a gente tem que usar a criatividade e não ter medo de mudar, não ter medo de correr atrás de um sonho. Obrigada pela visita ao blog , fico feliz que tenha gostado. Beijos pra você

  2. Parabéns, amei sua loja móvel. gostaria de investir no segmento, se possível adquirir uma franquia, por favor mande algumas infirmações e valores.Agradeço a atenção.

Deixe um comentário