Nova foto Eve

A publicitária que decidiu trabalhar com artesanato comemora o sucesso

O artesanato acaba sendo a escolha de muita gente que procura um Plano B. E foi isso que aconteceu com a Eveline Soberano,  a Eve. Aos 29 anos, formada em publicidade ela estava confiante de que logo conseguiria um trabalho na área. Mas não foi o que aconteceu. Depois de procurar e procurar e não encontrar, ela começou a ficar deprimida e quase doente.

Arteira Artes- Partiu Plano B

Neste momento surgiu o artesanato. Foi com a mãe de um ex-namorado que ela aprendeu a fazer caixas de MDF decoradas. A Eve começou então a assistir vídeos e mais vídeos de artesanato e no meio de tantas ideias descobriu um cabide porta lenços. Produziu algumas peças, montou um álbum de fotos e publicou no próprio perfil do facebook. As amigas foram as primeiras clientes e agora, como diz a Eve:”As minhas peças já se vendem sozinhas”.

Arteira Artes- Partiu Plano B

Os cabides foram os primeiros produtos, hoje a artesã, que é autodidata, é referência na produção de peças de feltro. “Acabo criando meus próprios moldes, de olho mesmo. E acabam saindo peças originais e únicas, mesmo que o tema/personagem seja o mesmo”. Exigente com qualidade, ela conta que já refez várias vezes uma peça até achar que estava perfeita.


Arteira Artes- Partiu Plano B

Hoje, aos 32 anos, essa jovem publicitária, que escolheu o artesanato como Plano B, comemora o fato da maior propaganda do seu trabalho ser o boca a boca dos seus clientes. Apesar de já ter a atividade como principal fonte de renda, a Eve confessa que já poderia estar ganhando muito mais se fosse só um pouco mais organizada.

Arteira Artes- Partiu Plano B

E como é normal ela também as vezes têm dúvidas. “Será que vou conseguir viver (sobreviver) e conquistar minhas coisas com o artesanato? Será que não seria melhor voltar pro mercado formal?” Nesses momentos, segundo a artesã, Deus dá alguns sinais. “São sinais que me fazem ver o dom incrível que tenho. Não consigo aceitar que abandonar seja a melhor escolha. De um jeito ou de outro acabo usando minha parte criativa no que tanto amo fazer”.

Já ouvi de muitas artesãs que tem gente que pergunta se elas trabalham além de fazer artesanato. A resposta da Eve sabe qual é?  “Não trabalho, só faço artesanato mesmo rsrs”.

As dicas da Eve

– Vejo que muita gente busca empreender (tentando algo novo e fora da área de formação, por exemplo) pra ganhar dinheiro. Ok! Eu também quero e preciso lucrar com o que escolhi fazer. Mas se não tiver amor (a palavra é essa!), não vai pra frente! Já tentei fazer outras coisas que acabaram não vingando. Então sei que amar o que eu faço é o que me inspira a melhorar a cada novo projeto e acreditar que logo a Arteira ( empresa da Eve) será algo maior.

– Aqui o conselho é: faça o que eu digo e não o que eu faço! Sou bem desorganizada e peno muito com isso. Então, meu conselho é: organize-se! Antes de começar algo novo e durante o processo. Só assim o sucesso será alcançado e mantido por muito tempo.

– Se não está feliz fazendo o que faz, vá atrás de algo que te dê prazer! Mas procure estudar sobre e buscar conhecer a fundo pra ver se é esse mesmo o seu caminho. Não é errado tentar, mas com certeza arriscar em algo mais certo vai fazer com seu pique se mantenha lá no alto! E mais, nada de preguiça. Só correndo muito atrás e suando literalmente a camisa é que se chega lá!

www.facebook.com/Arteira Artes-By Eve

Arteira Artes- Partiu Plano B

Arteira Artes- Partiu Plano B

Deixe um comentário